Hiking Morro da Igreja, Corupá – Santa Catarina

Entrada de um sítio e
ao fundo o Morro da Igreja

O primeiro dia de férias já foi ao ar livre, como deve ser! Convidei meu pai, meu primo Handrey e meu amigo Adriano para subir o Morro da Igreja, situado na divisa dos municípios de Corupá e São Bento do Sul, aproximadamente a 40 km de Jaraguá do Sul. Essa é de longe uma das mais belas montanhas do nordeste de Santa Catarina, embora seja de baixa altitude.

Está localizada no início da Serra do Mar, sendo uma montanha rochosa e de três cumes, sendo o maior com 846 m. Dizem que o nome foi dado por terem instalado uma cruz no cume da montanha. Felizmente um raio caiu e destruiu a parada. Cruz se coloca em igrejas e não em montanhas!

Esquerda pra dereita: Handrey,
eu, Adriano e meu pai

Iniciamos a subida as 08:10. Antes de iniciar a trilha em mata fechada seguimos por um provável antigo caminho de extração de madeira. Algo como 1,5 km. Fazia frio, a galera estava toda encasacada, usando até touca! Eu só de segunda pele.

Na mata fechada começou a esquentar. Muitos bambus pelo caminho, e também “lambe-lambe”. Não levamos facão e, portanto seguimos desviando sempre que dava. A trilha parece ser utilizada semanalmente no inverno.

No cume

Depois de uns 40 minutos de caminhada escutei barulho nas árvores. Paramos para observar, e para nossa surpresa estávamos sendo recepcionados por um bando de macacos Bugio-preto! Era algo em torno de 15 macacos! Aos poucos, foram saltando de árvore em árvore e descendo a serra. Não consegui fotos. Estavam na copa das árvores e víamos apenas rápidos saltos. De qualquer forma, valeu a experiência de ver um animal assim numa região que nem é um parque protegido ainda.

Ainda na subida

A trilha é de dificuldade baixa. Há apenas alguns poucos trechos onde é necessário uma escalaminhada. Mas tem um aclive bastante acentuado da metade em diante. Dificultando ainda mais por ser vegetação da família do bambu. Há momentos que é necessário caminhar agachado.

As 09:50 hs chegamos ao cume. Uma área plana com um gramadinho. Há espaço para umas três barracas de três pessoas. Fiquei surpreso pela rapidez com que se chega topo desse morro. Olhando de baixo ele parece ser difícil.

Vista parcial antes
de entrar na mata fechada

Observamos as montanhas ao redor, identificando várias delas, como o Morro do Boi, o Bela Vista, mas distante ainda o Morro da Boa vista. Antes de o sol ficar ainda mais forte, deitamos para respirar e curtir o ar fresco que tocava o cume. Claro que aproveitamos o momento para comer.

Gostei de ver que no cume não há sujeira. Absolutamente nada de lixo! Não sei se os freqüentadores que são conscientes ou algum grupo procura mantê-lo limpo.
Tiramos várias fotos antes de descer. Céu limpo, pouco vento, temperatura pouco acima dos 15ºC. Perfeito o clima!
Descemos bem rápido. Na metade do caminho encontramos um grupo subindo. Eram de São Bento do Sul.
Era quase uma da tarde que chegamos ao carro. Decidimos então encerrar o passeio dando uma volta no vale pela rua que faz parte do roteiro turístico da região. Passando por diversos rios, montanhas e mirantes com paisagens deslumbrantes. Daqui duas semanas, o próximo destino será o Pico Jaraguá, o cartão postal da cidade.

blogger_blog:
www.mochilandosemfronteiras.com
blogger_author:
Glauco
blogger_permalink:
/2012/07/morro-da-igreja-corupa.html
blogger_internal:
/feeds/3390010519359174826/posts/default/894723788805854808
geo_latitude:
-26.4260533
geo_longitude:
-49.2433273
geo_public:
1
geo_address:
Corupá - SC, República Federativa do Brasil
custom_total_hits:
000000157

2 Comments

  1. Genilson Schon Reply

    oi Glauco…

    muito legal seu relato sobre o Morro da Igreja. Estive perto dele no ano passado, fui fazer pendulo em uma das pontes férreas de Corupá e passamos próximo a essa placa que indica o caminho ao morro. Ficamos de voltar e subi-lo mas ainda não deu. Mesmo observando da estrada percebesse que o M. da Igreja realmente é muito bonito.
    Abraço.

  2. Glauco Reply

    Conheço a ponte onde fez pêndulo, deve ser legal hein?!
    O Morro da Igreja era algo que eu queria a muito tempo, é realmente uma montanha bonita.
    Obrigado por visitar o blog.
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *