Pra quê a pressa?

campingcouple

Fonte: Shutterstock

Há algo que vem me incomodando nos últimos meses. É a pressa das pessoas em tudo durante o dia a dia! Percebo que cada vez mais as pessoas só querem fotos, vídeos intensos e rápidos, textos de um parágrafo só. As pessoas querem muitos likes naquela publicação no facebook, e querem o mesmo número ou mais na publicação dos dias seguintes. As pessoas não querem saber como foi a sua viagem, elas querem saber quanto custou e quanto tempo durou. Antes de você dizer o que achou da viagem, o assunto da pessoa já é outro.
Até mesmo convidar os amigos para subir uma montanha, na grande maioria das vezes se nessa empreitada tiver que acampar, reduz 80% o número de interessados. Elas não querem esperar a nuvem passar, o tempo abrir e então aproveitar a paisagem. Elas querem o tempo bom instantâneo, uma foto rápida com uma pose relax, para nas redes sociais passar a impressão de ser uma pessoa “zen”. E claro, essas pessoas não esquecem de complementar com #natureza, por exemplo.
Não, eu não vou seguir esse caminho. É por essas e outras que vejo a necessidade de tempos em tempos eu acampar sozinho, sem conexão, sem música e nem mesmo livros. Acho que todos nós precisamos às vezes dar um tempo. Precisamos respirar e deixar estar. Essa busca incessável por notoriedade, por amigos momentâneos, por fotos curtidas, por bens conquistados, tudo isso pouco tem a nos agregar. Não quero viver sempre sem fôlego, com os olhos no relógio e procurando sempre uma alternativa para cortar caminho.
Vejo mochileiros somarem quilômetros, somarem fronteiras, como se a distância fosse proporcional ao aprendizado. As pessoas têm pressa em viajar, querem menos dias na mesma cidade e mais países na mesma viagem. Isso vai contra um aprendizado e que parece que a sociedade vem perdendo. Agimos como se tudo fosse desenvolvido em tempo recorde. A paciência é uma virtude e deve ser preservada. A sociedade cresceu de maneira lenta, e hoje em dia resolvemos viver nessa pressa louca. A meta numérica que muitas vezes temos no trabalho não se aplica à viagens. Pelo menos não em termos correria.
Puxe o freio, viva mais o momento, observe mais. Respire fundo, programe-se. Vamos deixar as coisas acontecerem no seu tempo. Vamos curtir o acampamento com os amigos, contar as histórias diante da fogueira, sem a pressa de querer voltar.

custom_total_hits:
000000216

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *